Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


30
Mar17

Da morte

By Pink poison

Cada um sabe de si e dos seus sentimentos. Quando nos julgamos donas do nosso nariz empinado (sem dúvida vazias de recheio de alma)  , devíamos , sim, é um dever enquanto actor social, dizer "quanto a mim" ou "a meu ver". 

Seria tão melhor do que chamar treta poética a um poema que uma filha escreveu no dia em que a morte do seu pai perfazia um ano. "há mulheres", não Existem mulheres que , é isso , existem para olharem para todos os blogs e apontar armas a um e cá vai o post do dia. Sempre com a palavra "ensinaram-me"...

Tristemente a mim também me ensinaram muita coisa mas , com a idade, vem também a nossa construção de ideias acerca da sociedade em que estamos inseridos.

 

O Sol e a morte , influenciam todas as culturas. TODAS. E todas as culturas não têm que ler críticas , perdão tretas de uma gaja que depois, quando confrontada com o senso comum nos comentários, dá meia resposta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:25


falatórios

Sem imagem de perfil

De Fã confuso a 30.03.2017 às 11:44

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Pink poison a 30.03.2017 às 11:59

Case solved Image

Comentar post



Oh yeah!


Soulmate


Paul Kalkbrenner


love



sobre

foto do autor