Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

17
Jun18

...

By Pink poison

33139072_1667821180000657_148910287133605888_n.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:30

16
Jun18

De ti

By Pink poison

Li a tua alma no teu sorriso
percorri a tua história na tua conversa banal
decifrei o que sentes em cada momento mesmo nunca estando presente
Quem sou eu afinal?
Sou aquela que ui, txiiii...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:28

15
Jun18

De estar com

By Pink poison

Se suamos uma hora com alguém, amamos uma hora, a entrega é total... De corpo e alma me têm, quem me tem.

Se tens frio, eu mantenho-te quente, se queres ir para a chuva, eu vou contigo e adoeço contigo.

Mostrem as vossas fraquezas as revoltas, chorem, mas purguem-se... Porque alguém vos dará a mão, mesmo que sofra imenso, mesmo que ninguém acredite, acreditem em gestos bons, em palavras boas... Porque elas andam aí!

581107_167729736708546_742653699_n.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:25

14
Jun18

Dos jardins

By Pink poison

Era um jardim com bolhas de sabão a passarem conduzidas pelo vento. Era um jardim suspenso, onde a imobilidade existia, onde as respostas insistam em gritar para serem entendidas. Alguns mundos, simplesmente não foram feitos para serem entendidos… E agora pergunto: por que motivo não podem simplesmente ser aceites?

Desistam de uma vez do termo “normal”, não existe, não existe qualquer verdade absoluta que se encaixe no normal, aliás, o que é isso de verdades absolutas? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:24

02
Jun18

Eutanásia

By Pink poison
Há muitos anos que tenho uma opinião muito bem formada sobre esta temática,
Aprovo. Com todas as minhas forças. 
Existem vários tipos de dignidade, uma delas , ou várias constam na carta dos direitos humanos.
Ter acesso a cuidados médicos é um luxo sim mas nunca os paliativos deverão ser tortura.  
 
Não é viver com dores horrendas que nos tiram a voz, que nos tomam conta do corpo, das emoções. Um dos medicamentos para as dores cancerosas chama-se Tramal. Tal como o usado para por cães a dormir se chama "Eutasil"


É o que é : são factos, a pessoa, está ciente de que só existe aquela forma de terminar com aquele sofrimento atroz. Quando lhe aplicada a substância, sorri... Porque o inferno não chegou, acabou !

Ateia que sou, temos todo o direito  de fazer com a nossa vida o que queremos e nestes casos, haja muita mas mesmo muita solidariedade.
Sim à eutanásia , digo eu , é o fim de dores, de aflições, de coisas inenarráveis...

A família , apenas sabe que receia a morte dos outros, mas, tal como o suicídio pode ser catalogado de egoísta, a eutanásia, precisa de solidariedade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:29

14
Mai18

de ti

By Pink poison

29542590_211828996236032_1449270816351977472_n.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 11:24

12
Mai18

working hard

By Pink poison

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:19

01
Mai18

...

By Pink poison

 Caos.

15622473_1158360024263325_4876560385017963810_n.jp

 


Para quê?
Por que motivo temos que estar sempre na escuridão? Não temos, existem pessoas que gostam de se vitimizar e dizer que a noite é a tristeza e afins, se estão deprimidas, só têm uma coisa a fazer: procurara ajuda.
Quem promove o caos por ser um "local" agradável que educação dá a uma criança, é como plantar algo num solo arenoso. Temos tantas mortes, tantas más notícias, tanta hipocrisia no Natal, que se viva num termo com luz , que faz bem ao cérebro, que não se provoque a isolação, não há nada pior do que não se ter ninguém, porra e que se calem os juízes sem diploma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:35

28
Abr18

Fazes parte de mim

By Pink poison

Nunca te perdi de vista mesmo quando teimavas em tornar-te apenas um vulto. Não me esqueço que, nos meus braços, choraste quando eu mal te conhecia estava, novamente a fazer o papel de porto de abrigo. Nas pedras duras do quotidiano, chocaste contra mim, em horas decidi o quanto eras especial, mais umas horas e tu percebeste o quanto eu era especial para ti.
Não o mundo não desapareceu quando estávamos juntos e essa foi a melhor parte: nós fazíamos parte do mundo, esses teus olhos verdes, cheios de sofrimento queriam mimo e mimo tiveste, queriam sexo e sexo tiveste, queriam alguém que te ouvisse confessar aquilo que nunca havias dito e eu ouvi-te.
Até ao escândalo... 
Nada nos impediu de nos voltarmos a encontrar, nem eu , nem tu sabemos explicar aquilo que nos faz sentar num carro e falar ou estar em silêncio.
És uma parte de mim.

You__re_Always_On_My_Mind__by_see_you_again.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:13

 

 
Não é a primeira vez que leio a opinião de algumas pessoas em relação a sexo onde possam existir palmadas. Palmadas essas que são apelidadas de "violência".

Essas pessoas só podem, na minha opinião, estar a passar por uma destas fases:

  • Não percebe nada de sexo e de alguém mata um mosquito na sua nádega, é violência, não contra animais mas contra essa pessoinha.

  • Não tem noção de que existem assuntos, não só a sexualidade, que devem ser abordados com alguma subtileza, dado que o mundo não gira à volta da sua sexualidade e "bardamerda" para os outros. ÁMEN( mais emogis, linguagem que detesto)

  • Está a pessoinha a necessitar de uns valentes tabefes na tromba e depois uma relação sexual com uma palmada , consentida, com limites impostos com o único objectivo de ter e dar prazer.

Então a ver se nos entendemos, não passem por ignorantes e pudicos da treta porque levam uma palmada que os excite  e não queiram, NÃO QUEIRAM MESMO, saber o que é violência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 07:58

27
Abr18

Tu&Tu

By Pink poison

onde tu estás

como um bicho no cio ou feito um pássaro

masturbando outro pássaro no espelho)

onde em mim não estás? (em tudo és dentro)

se me afasto do tempo estás no espaço

pois não sais dos lugares onde eu entro

(sempre nunca te encontro) muitas vezes

eu atravesso a sombra do teu corpo

como quem cruza um túnel (mexo as fezes

que entre nós dois o coração tem posto)

porém é farta de pecado e suja

que te quero à lembrança que te ama

(que porco eu sou fuçando a tua vulva

cheirando a peixe sobe o mar da cama?)

(Do livro  ÉRATO)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 07:54

26
Abr18

...

By Pink poison

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:54

23
Abr18

Tantos castelos

By Pink poison

Não é permitido.
É, quiçá, a ultimate situation. Da Vinci era simples, apreciava a simplicidade li algures... A Capela Sistina é simples? Ser humanista no Renascimento terá sido simples. 
Tal como me apetecer o teu suor é simples, se algo correr mal neste meu palco, o sítio que sabes ond estou quando o mundo descansa, a culpa não será minha.
Não te preocupes, pois virei atrás desse teu suor salgado para o sentir na palma da mão, na língua e a molhar o meu corpo. 
Tantos castelos se podem construir com pedras como diz Pessoa, porque não contruir construir castelos de beijos molhados, de abraços suados, de olhares cruzados que se desviam adivinahando que aquele momento acaba mas 
Aqui, agora, o meu corpo e o meu suor são teus, são salgados, são quentes, e precisam do teu suor e do teu calor. 
Já! Quero já ter um fechar de olhos em que tudo treme, emque me deixo a levitar.
Em que nada me faz viver senão aquele momento.
Com tesão.
Com emoção.
Sem noção.
Encontra-se a vida num corpo suado que desejamosm que beijamos, que lambemos cada centímetro de pele. 
Não há tempo para respirar fundo, há apenas tempo para cravar as unhas nas tuas coxas, nas tuas costas e soltar o mais puro que há. 
O sentimento. 
Neste momento, rodamos pelo chão, pelas escadas , pelo alcatrão, prendemo-nos numa cabine de avião... 
Sem dores, ou com dores de prazer.
No fim, dás-me um abraço?

foto-illusia-26.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 03:24

20
Abr18

 

maxresdefault.jpg

Há opiniões que nascem e morrem como as folhas das árvores, outras, porém, que têm a duração dos mármores e do mundo.

Marquês de Maricá

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:34

20
Abr18

De energias sugadas

By Pink poison

Sugam-nos as energias mas resta-nos sempre um pouco... para ti. Ponho e lado os meus ideais, baixo as minhas bandeiras por um pouco e respiro o ar que tu respiras.
Estás desconfiado? Talvez tenhas razões para isso mas estás em boas mãos. Sê quem tu quiseres mas sê honesto e flutua no meu olhar, percorre o meu cheiro como se te chamasse a abrir essa boca quente e a falares.
Bebes algo. Fresco. Doce. Caminha-se devagar naquele espaço de sofás brancos, casa grande com decoração minimalista, canto baixinho, enquanto te sirvo...

581107_167729736708546_742653699_n.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:04


Oh yeah!


Soulmate


Paul Kalkbrenner


love



sobre

foto do autor